Rede social: você já sabe qual é a melhor para o seu negócio?

Fora da internet, uma marca precisa aparecer e ser vista para vender ou divulgar estratégias. No meio digital, isso também é óbvio. E se atualmente as redes sociais são as maiores bússolas para empresas, é preciso saber em qual delas o seu público está.

A tarefa não é fácil, mas também não é impossível. Em meio a tantas possibilidades, vale analisar cada uma antes de criar um perfil – afinal, estar presente em uma rede social e não ter um plano de atuação pode ser trabalho perdido.

Vale relembrar aqui pesquisa da Secretaria de Comunicação Social (Secom), do governo federal, que revelou que 92% das pessoas estão conectadas por meio de redes sociais. Mas qual seria a ideal para a sua marca ou negócio? Para ajudar você a descobrir, listamos as particularidades das principais redes sociais. Vamos conhecer?

Instagram

O Instagram foi popularizado pela “cultura da selfie”, mas hoje o aplicativo promete mais que fotos feitas com a câmera frontal. Já falamos aqui sobre o poder da rede social que já atingiu resultado 10 vezes maior de engajamento do que o Facebook e 84 vezes a mais do que o Twitter.

A comunicação no Instagram é feita por fotos, vídeos de até 15 segundos no Stories e de até um minuto no feed. A plataforma permite publicações patrocinadas (pagas) e, além disso, virou uma grande vitrine para marcas que a utilizam como canal de vendas.

Para atuar no Instagram, é preciso caprichar nas fotos, investir em artes bem trabalhadas e vídeos elaborados. Vale explorar o Stories, que chama atenção de 300 milhões de usuários – do total de 800 milhões de usuários do Instagram.

Facebook

De acordo com pesquisa do portal de estatísticas Statista, o Facebook é a rede social mais usada no mundo. Os dados, colhidos entre dezembro de 2016 e julho de 2017, apontaram que a rede social de Mark Zuckerberg tem 2 bilhões de usuários ativos por mês.

Intuitivo, o Facebook permite publicação em diversos formatos de conteúdo: texto, foto, vídeo, gif, e também tem o próprio Stories. Para marcas e empresas, o ideal é criar uma fanpage, que é uma página criada especialmente para esses segmentos.

O Facebook é uma das redes que mais chama atenção para negócios, pois também facilita em investimentos para publicidade, com alcance considerado de público, conforme planejamento estipulado pelas marcas.

Twitter

Se a sua empresa tem necessidade de interação rápida e direta com clientes, então o Twitter é a rede social adequada. O microblog surgiu em 2006, e hoje agita a internet com mensagens rápidas em tempo real. Inicialmente, a plataforma permitia posts de até 140 caracteres, mas aumentou o limite para 280 em 2017.

O Twitter também aceita publicações em diversos formatos, além de mensagens privadas. Porém, para marcar presença na rede social é preciso atualizá-la constantemente para conseguir um bom engajamento. Se for para fazer um post por dia, então, talvez, não seja um bom negócio.

YouTube

O YouTube já conta com mais de 1,8 bilhão de usuários ativos por mês. A rede começou com plataforma de vídeos, mas ganhou status de rede social quando adicionou opções de curtir, comentar e compartilhar. Além disso, com o boom do youtubers (influenciadores digitais que atuam na rede), o YouTube ganhou mais visibilidade e abriu novas propostas para estratégias.

As possibilidades para as marcas são muitas: produzir um vídeo sobre produtos, conteúdos educativos (tirar dúvidas), resenhas e outras pautas, conforme a criatividade e necessidade da marca.

Mas, antes de tudo, vale sempre questionar: o seu público e/ou cliente está no YouTube? Do contrário, você falará sozinho e não vai atingir os resultados que deseja.

LinkedIn

O LinkedIn também é um ótimo canal para alcançar mais visibilidade para a sua empresa. A rede de contatos profissionais é importante para mostrar autoridade no ramo das marcas, além de gerar discussões e agregar valor.

Aposte no compartilhamento de conteúdos originais que propaguem a essência do seu negócio e em anúncios e promoções.

Já fizemos um post que explica o algoritmo do LinkedIn e como performar na rede social. Será que a plataforma também seria legal para a sua empresa?

Conte nos comentários as experiências da sua marca nas redes sociais e diga quais dicas deixaria para quem vai começar a investir nesses canais!