Criação e gestão de mídias sociais lideram ranking de rentabilidade, diz Censo Agências 2019

A Operand, que comanda sistema de gestão de projetos, divulgou os dados do Censo Agências 2019, a maior pesquisa nacional sobre gerenciamento direcionado a empresas do setor criativo. O levantamento, que traça um panorama do mercado publicitário nacional, captou informações de 650 gestores de agências de todo Brasil. Dentre os resultados, os destaques vão para criação (entre 54% e 60%) e gestão de mídias sociais (entre 56% e 60%), serviços que trazem mais rentabilidade financeira.

Independente da região em que se encontram ou do porte (pequenas, médias ou grandes), os números revelaram que existe uma demanda no mercado que aquece os dois tipos de serviços. Gestão de mídias pagas e web também aparecem com destaque no ranking.

O que é preciso para alcançar uma boa rentabilidade?

Em primeiro lugar, é preciso organizar o fluxo da gestão de mídias sociais. Além dos prazos para aprovação e entrega dos posts, é necessário administrar os profissionais em todos os processos: atendimento, briefing, redação e edição.

De acordo com a pesquisa, tanto as pequenas quanto as grandes agências responderam que o fluxo tem início com o atendimento, que pauta a equipe diretamente. Algumas também consideram reuniões periódicas para distribuição de jobs. Outras trabalham com gestores de pautas/tráfego, responsáveis pela demanda de atividades.

Depois, outro ponto a ser considerado é a produtividade. Aqui, vale considerar o suporte de ferramentas de gestão, que facilitam todas as etapas. Sobre essa fase, a maioria dos gestores respondeu que avaliam a qualidade do trabalho e o tempo/horas trabalhadas de cada profissional. Reuniões de feedback também foram consideradas.

Os dados do levantamento, que já está na 5ª edição, norteiam agências em planejamentos estratégicos e orientam sobre o comportamento do mercado publicitário brasileiro.

Baixe a pesquisa e tenha acesso a outras informações como gestão interna, gestão de pessoas e salários e precificação de serviços.